Mato Grosso: Deputado diz que filha foi ingênua ao mandar ‘nudes’ para Whats App de personal

O deputado estadual Pedro Satélite (PSD) disse que a filha, que tem 14 anos, foi “ingênua” ao mandar fotos com conteúdo erótico a um personal trainer de Cuiabá. As imagens vazaram na internet após a mãe da jovem tornar o caso público, acusando o homem de assédio sexual e pedofilia.

“Talvez por ingenuidade ela possa ter mandado fotos para ele sim. Nós vamos verificar se são verídicas ou não. Se ela mandou, infelizmente um monstro desses faz o que ele está fazendo”, disse o deputado, após fazer a denúncia do crime na sede da Delegacia de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Ainda segundo o deputado, que estava na delegacia acompanhado da esposa, os filhos não sabem o teor da situação em que se envolvem.

“Os pais tentam educar e todos tentam, ninguém quer o mal para os filhos, mas eles não têm noção do que fazem. O jovem de 12, 13 e 14 anos ainda está formando a personalidade. Eu não concordo com assédio”, explicou o deputado.

 conversou com o personal acusado. Ele nega que tenha assediado a menor e vazado as fotos na internet, mas disse que se pronunciará apenas em juízo.

CASO

O deputado e a mulher, Eliane Favoretto, denunciaram na segunda-feira (15), o assédio sexual que a filha de 14 anos do casal estaria sofrendo do personal trainer, da academia que frequenta.

Em publicação no Facebook, Eliane contou que a menina vinha sendo coagida pelo profissional, proprietário da academia Gaff Studio, que a convidava insistentemente para sair.

A adolescente mostrou as conversas pelo WhatsApp, na noite deste domingo (14), que teriam conotação sexual, imprópria para menores de idade.

Fonte: Repórter MT

Grave suas Ligações e tenha Segurança