Colíder: Ex morador de Guarantã preso por ameaçar matar estudantes em faculdade é ouvido e liberado


O acadêmico de direito, de 32 anos, foi ouvido pelo delegado da Polícia Civil de Colíder, Ruy Guilherme Peral da Silva e liberado, hoje, por volta das 11h. Ele foi preso, ontem à tarde, acusado de ameaçar matar a tiros os próprios colegas de sala, funcionários e os outros acadêmicos de uma faculdade particular no município. No imóvel dele, foram apreendidas munições deflagradas de pistola .50 e um máscara de palhaço.

De acordo com o boletim de ocorrência, foram registradas várias denuncias apontando que o acusado enviou diversas mensagens em grupos de conversas de um aplicativo dizendo que possuía uma pistola e iria “matar todo mundo”.

Os policiais foram até a casa do suspeito acompanhado pela esposa dele. Ao abrir o portão, deram voz de prisão ao acusado, que tentou foragir e entrou em luta corporal com os militares. Após ser contido começou a se bater contra os imóveis da residência causando algumas lesões.

A mulher contou aos policiais que o marido é usuário de drogas, toma medicamentos para depressão e nos últimos dias estava agressivo consumindo muita bebida alcoólica.

O homem foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil e deve responder pelos crimes de ameaça, desobediência, injúria e resistência.

Ontem, as atividades foram suspensas na faculdade por questões de segurança. A direção da instituição decidiu retomar normalmente as aulas, hoje à noite.

Só Notícias/Cleber Romero