Guarantã: Começa hoje campanha para reduzir acidentes em Guarantã do Norte

As polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), secretarias de Trânsito,  Saúde, Assistência Social, Educação e do Conselho de Segurança começam, hoje, uma campanha com blitze educativas em pontos estratégicos com objetivo de reduzir acidentes em Guarantã do Norte.

De acordo com delegado de Polícia Civil, Waner dos Santos Neves, a primeira fase será educativa. “Nós temos um foco inicial para conscientizar os motoristas das infrações e crimes de trânsito. Começaremos com palestras nas escolas sobre o uso de bebida alcoólica e direção. Somente a questão repressiva não está dando conta. Teremos essas palestras e blitze educativa com pessoal da Assistência Social, Educação e acadêmicos das faculdades”.

Na segunda semana começa operação repressiva com multas e autuações dos infratores. “Vamos começar com a situação de repressão com checagem de documentos dos veículos, CNH e teste com bafômetro. É muito alto o índice de acidentes em Guarantã. É um trânsito é muito violento. Isso gera um custo muito grande tanto judicial quanto na saúde. As vagas são ocupadas por acidentados”.

Segundo dados do 15° Comando Regional da Polícia Militar, no ano passado, foram registrados 154 acidentes com vítimas. No mesmo período de 2017, ocorreram 115 – aumento de 33.9% dos acidentes envolvendo carros, motos e pedestres ocorreu nas principais ruas e avenidas de Guarantã. Não foram apontados quantas pessoas morrerem nos últimos dois anos.

Conforme Só Notícias já informou, o mais recente acidene grave registrado no município ocorreu na última quinta-feira na MT-419, na região do bairro Cotrel, em Guarantã do Norte. Anselmo Pedroso dos Santos (foto), 42 anos, que conduzia uma Yamaha Lander laranja, teve parte do corpo dilacerado. Ele foi sepultado em Guarantã.

O motorista, de 39 anos, da Dodge Ram 2500 Laramie vermelha envolvida no acidente foi indiciado pelo delegado Waner dos Santos Neves por homicídio doloso – quando há intenção de matar.

Fonte: Só Notícias